Just a broken doll...

Jun 09

Ela sabia muito bem como era se sentir morta, como doia sorrir, como era se machucar por fora para aniquilar o que estava dentro. Sabia como era acordar todas as manhãs e procurar inutilmente por motivos para continuar. Sabia o que era perder os dias à espera de um milagre e como perder as noites se amaldiçoando por continuar sendo tão tola ao ponto de acreditar que um dia tudo irá acabar, mesmo quando não vai. Ela sabia o que era viver em constante suicídio. E ela nunca desejou tanto o fim.

Jun 09

quote Estou numa confusão absoluta, não sei o que ler, o que escrever, o que fazer. Só sei que estou sentindo falta de alguma coisa…

O Diário de Anne Frank.   (via nobroke)
May 19

ALICE

Ela estava no banheiro, em silêncio, seus pais tinham visto ela entrar lá, com seu mp4, e um caderno, eles falaram que, para
ela, aquele era um caderno especial, um caderno de segredos. Estava tão calmo lá dentro, que parecia não ter ninguém. Alice
era tão normal para eles mas aquela menina, escondia tantos segredos. Os pais dela acharam estranho, porque em todas as
noites, Alice antes de dormir, se trancava no banheiro, com o mesmo mp4 e o “caderno”, mas naquela noite, Alice passou mais
tempo. Já preocupados, a esperaram na porta, e nada dela sair, seu pai bateu na porta e disse.
-Alice, oque está fazendo aí? - ninguém respondeu.
Ele olhou para sua mulher, ela olhou para ele, e ela disse:
- Alice querida, quer abrir a porta por favor?
o silêncio novamente.
Seu pai abaixou-se no chão e olhou por de baixo da porta , parecia que ela estava deitada, ele olhou direito e viu sangue no chão. Gritou:
- Alice ?! Alice ?! Abra a porta Alice !
Arrombou a porta, e em choque se curvou ao chão vendo sua filha sangrar na banheira. Ela havia cortado os pulsos. Mais que depressa, levaram ela para o hospital, ela estava desmaiada, sangrando muito.
Alice não resistiu, e morreu, o corte foi muito fundo, e ela perdeu uma terrível quantidade sangue. Seus pais chorando, pediram aos médicos que os deixassem
sozinhos com ela, ele olhou para ela, e olhou para seu braço, e viu várias marcas de cortes, que sua filha “normal” fez. Ele pôs
a mão e conseguiu sentir as cicatrizes através de sua pele branca e fria, ficou surpreso, e começou a perguntar a si mesmo
o que era aquilo.
- Deixe-me ver.
Disse sua mulher .
- Meu Deus !
Ela coloca a mão na boca e começa a chorar olhando para o rosto frio de Alice.
- O que levou ela a fazer isso?
Seu pai se perguntava chorando com a mão na cabeça . Seu bebê estava morto em cima daquela mesa fria e era tudo culpa dele,
culpa da falta de atenção e de carinho deles .
- Já sei ! O caderno dela, nós nunca demos uma olhada !
Eles correram até sua casa e pegaram o caderno sujo de sangue. Eles abriram, tinha
tanta coisa: sangue, frases, textos,musicas, símbolos, lágrimas, a maioria tudo em inglês . E no final daquele caderno, Alice havia escrito: “Eu cansei de mim, das
pessoas, de chorar, de sentir dor, de querer morrer, de se cortar, de ficar nessa e nada mudar, agora me deu vontade de fazer uma
coisa que eu sempre quis, fim da linha …”
Essa foi uma historia que serve de exemplo de vida de muitas pessoas, que popularmente, são conhecidas como “loucas”.

© Garota Suicida

May 17

Anonymous said: Why so sad?

[…] =,[

May 17
17.05.2014
Hoje eu fui ignorada…por uma estátua!

17.05.2014
Hoje eu fui ignorada…por uma estátua!

May 17

Sabe aquela vontade de desistir de tudo, então… Eu sinto ela todo os dias

May 17
May 17

quote Aí você se olha no espelho e se pergunta “Por que alguém me amaria?”

— (via eu-inutil)
May 17

quote Você sangra apenas para saber que está viva

Goo Goo Dolls (via welcometomysadwoorld)
May 17